×

3 Sinais que podem ajudar a perceber se uma pessoa está a ter um AVC

1FRAQUEZA FACIAL:
Consegue sorrir?
Tem um olho ou a boca caídos?
2FRAQUEZA NO BRAÇO:
Consegue levantar os braços?
3PROBLEMAS DE EXPRESSÃO:
Consegue falar com clareza e entender o que lhe dizem?

Se reconhecer algum dos sinais, ligue imediatamente para o 112.
Ainda que algum destes sinais desapareçam ao fim de alguns minutos ou horas, deve dirigir-se ao hospital mais próximo o quanto antes.
É possível que a pessoa tenha sofrido um ataque isquémico transitório que merece tanta atenção médica quanto um AVC.

Os nossos serviços

Com mais de 2.000 anos de história, baseia a sua teoria na ideia de que a doença é a consequência de um fluxo incorreto do Qi (força vital ou energia).

A MTC, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é considerada como uma terapêutica complementar ou não convencional, constituída por vários métodos terapêuticos:

ACUPUNCTURA e MOXABUSTÃO

A Acupunctura consiste na inserção de agulhas, muito finas, em determinados pontos do corpo - os pontos de acupuntura - que ao serem estimulados preservam e restauram o Qi, obtendo efeito terapêutico em diversas condições.

A Moxabustão segue os princípios da Acupunctura usando, no entanto, o calor para estimular os pontos. É usada a artemisia, uma planta herbácea que depois de seca é moída. O calor é gerado pela sua queima podendo ser usada sob a forma de bastão, moldada em forma de cone ou de um bago de arroz..

Os pontos e os canais também podem ser estimulados por pressão (acupressão), laser, ultrassom ou pela aplicação, na agulha, de uma corrente elétrica de muito baixa voltagem (Electroacupunctura). Por vezes, aplica-se a acupunctura e a moxabustão em simultâneo.

FITOTERAPIA CHINESA

Fitoterapia significa tratamento com plantas.

É a administração de “Fórmulas”, com o mesmo propósito de todas os métodos terapêuticos de MTC – preservar e restaurar o Qi. Muitas das “Fórmulas” – compostos maioritariamente fitoterápicos, constituídos por três ou mais plantas (podendo ainda conter ingredientes de origem mineral ou animal), em que uma ou duas produzem o efeito terapêutico desejado e uma outra quantidade, eliminam quaisquer efeitos indesejáveis.

Regra geral em Fitoterapia Ocidental utilizam-se plantas de forma isolada. Na Fitoterapia Chinesa, as fórmulas são equilibradas, contando algumas com milhares de anos de utilização (tão antigas como a própria MTC), produzem efeitos terapêuticos eficazes e seguros.

O seu exercício exige um conhecimento profundo da Medicina Chinesa, pois a sua ação é energética, e como tal aplica-se o mesmo raciocínio que na Acupunctura.

DIETÉTICA CHINESA e NUTRIÇÃO

A par da Nutrição Ocidental, a Dietoterapia Chinesa procura o equilíbrio de cada pessoa, pela adequação dos alimentos consumidos. O Doente de AVC apresenta-se nutricionalmente vulnerável, e este aspeto deve ser considerado, não só para serem diminuídos os fatores de risco ou reincidência, bem como para suprir as dificuldades na capacidade de se alimentar, resultantes das alterações psicomotoras.

Quando o diagnóstico pede uma dieta particular, o Especialista de MTC considera os alimentos de forma semelhante à que olha para as plantas e assim prescreve uma dieta específica.

Há alimentos considerados Quentes, Mornos, Neutros, Frescos e Frios.

Numa dieta comum, estes alimentos devem ter entre si um certo equilíbrio, mas um diagnóstico apurado pode recomendar incidir mais num ou noutro, conforme os meridianos e órgãos envolvidos no desequilíbrio energético.

Um bom princípio geral, por exemplo, é preferir os cozinhados aos crus e evitar temperaturas extremas, sobretudo o muito frio, pelo esforço que exige ao estômago e ao Baço-Pâncreas. Também ao nível dos sabores, e relacionada com os órgãos, podemos considerar uma outra forma de classificação:

O sabor Amargo relaciona-se com o Coração e o Intestino Delgado;

  • O sabor Doce relaciona-se com o Estômago e o Baço;
  • O sabor Picante está ligado ao Pulmão e Intestino Grosso;
  • O sabor Salgado associa-se ao Rim e à Bexiga;
  • O sabor Ácido relaciona-se com o Fígado e a Vesícula Biliar.

Se um sabor é ingerido na quantidade certa vai alimentar a forma e a função do órgão; se pelo contrário a dose for excessiva vai lesá-lo ou hiperestimulá-lo. É em particular pela escolha e ordem de introdução dos sabores, das consistências, das temperaturas, e até das cores, que são determinadas uma série de reações psicofisiológicas cujo efeito pode ser tonificante, dispersante ou ainda reequilibrante das diferentes funções orgânicas.

MASSAGEM TUINA

“Tui” significa Empurrar e “Na”, Agarrar.

A massagem TuiNa é parte integrante da Medicina Chinesa da qual faz parte um variado conjunto de técnicas manipulativas. Na sua aplicação, estimulam-se pontos de acupunctura e zonas específicas do corpo do paciente com o objetivo de atingir o equilíbrio fisiológico e energético. Popular desde 1600 AC, a massagem TuiNa evoluiu ao longo dos séculos e revela-se extremamente eficaz na prevenção e tratamento de diversas patologias.

QI GONG TERAPÊUTICO

É um conjunto de exercícios que integram componentes físicas, respiratórias e meditativas no sentido de reequilibrar o fluxo do Qi (força vital ou energia) no organismo.

FISIOTERAPIA e REABILITAÇÃO

Consiste no tratamento de doenças e suas lesões através de agentes físicos (calor, frio, água, luz, ultrassons, etc.) ou mecânicos (massagens, ginástica, etc.). Assim, ao identificar, as incapacidades originadas por disfunções físicas (músculo-esqueléticas, cardiovasculares, respiratórias ou neurológicas, etc.) e psíquicas, que tenham resultado dum AVC, concebem-se programas, que visam prevenir, recuperar, reeducar, capacitar e reabilitar ao máximo o doente no seu todo, com o objetivo de lhe devolver a máxima funcionalidade e qualidade de vida.

Neste processo global e dinâmico de Fisioterapia e Reabilitação, orientado para a recuperação física e psicológica da pessoa portadora de deficiência, está associado um conceito mais amplo de saúde, incorporando o bem-estar físico, psíquico e social a que todos os indivíduos têm direito.

PSICOLOGIA

Sendo a ciência que estuda os factos psíquicos, quer subjetivamente (factos de consciência), quer objetivamente (factos de comportamento), pretende-se por seu meio minimizar as disfunções psíquicas do Doente.

NUTRIÇÃO

Os hábitos alimentares inadequados são o primeiro fator de risco de perda de anos e de qualidade de vida, pelo que é aconselhável promover estratégias nutricionais personalizadas que visem promover uma alimentação saudável.

O Papel da Nutrição no AVC

A pessoa com AVC apresenta-se nutricionalmente vulnerável. Os fatores nutricionais e alimentares devem ser considerados, já que tanto a sobrealimentação como a desnutrição têm sido documentadas.

A obesidade, particularmente a obesidade abdominal é um factor de risco importante para o AVC, assim como colesterol elevado, a tensão arterial elevada e a diabetes. Uma alimentação equilibrada reduz a probabilidade de desenvolver qualquer uma destas doenças, e quando presentes ajuda a controla-las, contribuindo assim para a diminuição do risco de AVC, ou repetição do mesmo.

Para além da contribuição nos fatores de risco do AVC, a nutrição é importante na minimização das alterações de que resultam dificuldades na capacidade de se alimentar.

HIDROTERAPIA

Fruto da boa sustentação que a água proporciona, o doente, auxiliado pela flutuação, é capaz de mover as extremidades através de maiores amplitudes, traduzindo-se num fortalecimento, alongamento e reeducação muscular. Assim, ao retomar o controlo de certos padrões de movimento, atividades raramente possíveis em terra, bem como o mover-se de maneira mais independente, oferece benefícios psicológicos que incluem a motivação e a autoconfiança. Outros fatores importantes da hidroterapia advêm do facto de cada movimento dentro de água oferecer maior resistência que no ar (até 60 vezes), bem como a diminuição da ação da gravidade, alterando significativamente o padrão espasmódico do doente.

ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA

É uma técnica de estimulação cerebral, não invasiva, de uso diagnóstico e terapêutico, não sendo utilizados quaisquer tipos de fármacos. É através da indução eletromagnética, ou seja, pela criação de campos magnéticos, que se consegue estimular ou inibir diretamente pequenas regiões cerebrais correlacionadas com determinadas patologias, que se obtêm uma significativa melhoria dessas mesmas patologias.

ESTIMULAÇÃO NEUROCOGNITIVA

É uma terapêutica não-farmacológica cujo objetivo é promover a funcionalidade e a autonomia do doente que apresenta défices cognitivos resultantes de doença traumática (ex: um AVC) ou de doença neurodegenerativa (Ex: doença de Alzheimer ou doença de Parkinson), e com impacto no desempenho da vida diária – défice de atenção; dificuldade de memória ou de orientação; alterações executivas e de linguagem; dificuldades no raciocínio lógico e abstrato; e, declínio das capacidades de planeamento e tomada de decisão – conjuntamente, potencia os domínios cognitivos que se encontram conservados.

OZONOTERAPIA

É uma terapêutica que se baseia na utilização de uma mistura de dois gases, o oxigénio (O2) e o ozono (O3), com geradores elétricos que regulam os níveis de concentração de acordo com os protocolos estabelecidos. O seu uso remonta ao período antes do desenvolvimento dos antibióticos e dos agentes citotóxicos e vem sendo utilizada de forma complementar para o tratamento de diversas patologias, como a recuperação de lesões cutâneas, infeções virais, infeções fúngicas oportunistas em portadores de imunodeficiência, no tratamento de síndromes dolorosas, entre outras patologias.

O Ozono é uma molécula composta por três átomos de Oxigénio, que se forma quando se dissociam os dois átomos de oxigénio, e cada átomo (O) libertado, se une a outra molécula de Oxigénio (O2) formando moléculas de ozono (O3). É um gás altamente instável e reativo, extraordinariamente seletivo para as ligações duplas de carbono, presentes fundamentalmente em todos os ácidos gordos insaturados que por sua vez fazem parte estrutural dos fosfolipídeos em todas membranas celulares.

TERAPIA OCUPACIONAL

Consiste no tratamento de condições de saúde que afetam o desempenho em qualquer fase da vida, através do envolvimento em atividades significativas, com o objetivo de proporcionar maior nível de funcionalidade e de independência nas ocupações em que se deseja participar. Após avaliação das funções sensoriais, percetivas, físicas e sociais, bem como dos fatores ambientais que influenciam o desempenho, identificam-se as áreas de disfunção e envolve-se o doente num programa estruturado de atividades significativas, de forma a ultrapassar as dificuldades proporcionadas pela sua condição de saúde. As atividades selecionadas são-no de acordo com as necessidades pessoais, sociais, culturais e económicas e refletem os fatores ambientais que orientam a vida do indivíduo.

TERAPIA da FALA

É responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico, tratamento e estudo da comunicação e problemas relacionados. Inclui os processos associados à compreensão e produção da linguagem oral e escrita, bem como formas de comunicação não-verbal. Engloba ainda a prevenção, a avaliação e o tratamento da deglutição.

TERAPIA BEMER

Trata-se de uma terapia natural, complementar e preventiva, que atua de forma a aumentar a vasomotricidade, ou seja a aumentar a frequência de contração dos vasos sanguíneos arteriais pré-capilares de menor dimensão (< 100 μm), otimizando a distribuição sanguínea na rede capilar da microcirculação.

MASSAGEM

Nesta técnica são utilizados exercícios de alongamento e flexibilidade para melhorar as áreas enrijecidas e sob tensão. A utilização desta terapia trata nódulos e contracturas na musculatura, promovendo o alívio de dores e o relaxamento. São também utilizadas técnicas de drenagem linfática para o tratamento de edemas, auxiliando na melhoria da circulação sanguínea, na diminuição do inchaço e assim, contribuir para a melhoria na amplitude dos movimentos perdidos.

A massagem para pacientes acometidos por Acidente Vascular Cerebral (A.V.C.), traz para o paciente muitos benefícios:

  • Alívio das dores
  • Diminuição dos edemas
  • Melhora da flexibilidade
  • Melhora da circulação sanguínea
  • Aumento na autoestima
  • Melhora dos movimentos em geral

TAÇAS TIBETANAS (Terapia de Som)

A terapia de som com taças tibetanas pode ser equiparada ao efeito de se deixar cair uma pedra num lago, no qual surgirão ondas concêntricas que se alastram a toda a superfície, onde cada molécula de água é colocada em movimento... Com o nosso corpo, que é constituído por 80% por água, algo de semelhante ocorre.

As vibrações benfazejas do som das taças transmitem-se ao corpo, espalhando-se em ondas concêntricas e resultando numa reconfortante massagem celular.

RELAXAMENTO e MINDFULNESS

Através de técnicas de meditação e de relaxamento, visa promover-se uma maior tomada de consciência dos processos mentais e das suas ações. Caracteriza-se pela autorregulação da atenção para a experiência presente, numa atitude aberta, de curiosidade, ampla e tolerante, dirigida a todos os fenômenos que se manifestam na mente consciente.

A nossa mente está em atividade o tempo todo. O relaxamento serve para observarmos os nossos pensamentos e desacelerá-los conforme a nossa vontade, deixando-os mais leves, tranquilos — ou até mesmo cessando-os. Quando paramos a “máquina do pensamento”, entramos num estado de serenidade e paz.

Relaxar é reduzir drasticamente a atividade muscular, física e psíquica, através de um ato consciente e autodirigido.

TOP